BLOG Como a Psiquiatria Geriátrica Allan Kardec trata pacientes no processo de envelhecimento.

Como a Psiquiatria Geriátrica Allan Kardec trata pacientes no processo de envelhecimento.

Publicado em 20/04/2021

No Brasil, quase 40% dos idosos sofrem com doenças crônicas e 29,8% são acometidos por mais de uma enfermidade. Dessa forma, quase 70% da população na terceira idade apresenta condições de saúde que podem contribuir para quadros depressivos, fator que confirma a importância da psiquiatria geriátrica.

Esta especialidade é responsável por entender os problemas e necessidades de cada paciente, estabelecendo atendimento adequado a essa população. Contudo, boa parte dos brasileiros nessa idade ainda não compreendem o psiquiatra como um profissional que deve ser considerado para sua assistência.

Psiquiatria Geriátrica Allan Kardec

Na maioria das vezes, a população masculina é a que mais negligencia sua saúde, procurando sempre médicos clínicos e poucas vezes. Ainda que as mulheres busquem atendimento com mais frequência, a psiquiatria geriátrica também não é a especialidade mais presente na vida de mulheres idosas.

Contudo, o acompanhamento com este profissional é fundamental para compreender sintomas muitas vezes não identificados corretamente pelos familiares. Por isso, no artigo de hoje, vamos mostrar como a psiquiatria geriátrica é importante e a maneira como a Fundação Allan Kardec contribui no diagnóstico e tratamento destes indivíduos de forma humanizada e adequada. Continue a leitura para conferir.


O que é psiquiatria geriátrica

A psiquiatria geriátrica tem como objetivo entender os processos associados ao desenvolvimento de transtornos mentais em idosos, possibilitando estabelecer o tratamento apropriado para que estes indivíduos possam voltar a ter qualidade de vida.

Quando o especialista em psiquiatria geriátrica recebe o paciente é realizada uma avaliação adaptada ao idoso. Desta forma, é essencial conciliar as recomendações médicas, afinal, é comum que o histórico do paciente seja desumanizado no atendimento, visto que suas atitudes podem ser atribuídas a sua doença.

No entanto, alguns transtornos podem se apresentar com certa frequência em idosos, como distúrbios depressivos, cognitivos e fobias, contribuindo para o aumento do risco para suicídio e desenvolvimento de sintomas induzidos por medicações.

Muitos dos transtornos mentais comuns em idosos podem ser aliviados, revertidos ou evitados com o tratamento adequado, desde que a equipe profissional seja qualificada em psiquiatria geriátrica e possa contribuir com um diagnóstico completo, avaliando tratamento mais assertivo para o quadro.


A importância da psiquiatria geriátrica

Com o aumento da longevidade, o número de pessoas acima de 60 anos passará de 30 milhões de brasileiros em 2050, segundo informações do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Desta forma, a psiquiatria geriátrica se tornou uma área em ascensão na saúde.

Além do desenvolvimento de doenças físicas que são relacionadas com o envelhecimento, a terceira idade é acompanhada de alterações nos padrões de vida que, quando associadas a mudanças biológicas e comportamentais, contribuem para o surgimento de transtornos mentais, como depressão e demência. Um dos grandes desafios para familiares, e também para os próprios indivíduos, é realizar o diagnóstico e tratamento de questões como essas.

Além disso, manter a autonomia e dignidade da pessoa pode ser outra dificuldade, situação que pode piorar visto que problemas de ordem psíquica aceleram o processo de envelhecimento. Por isso, o acompanhamento com profissionais da psiquiatria geriátrica é fundamental para garantir o bem-estar e qualidade de vida do paciente. No processo de envelhecimento, as principais situações que necessitam dessa assistência para o idoso, são:


Psiquiatria geriátrica Allan Kardec no processo de envelhecimento

Com grande variedade de transtornos mentais que podem acometer a saúde da pessoa na terceira idade, o acompanhamento com um especialista se torna fundamental para que o diagnóstico adequado seja realizado, assim como a elaboração do tratamento efetivo.

A Psiquiatria Geriátrica Allan Kardec, uma unidade da Fundação Allan Kardec, é atualmente referência nacional em saúde mental e tem como objetivo acolher a população geriátrica que sofre com o desenvolvimento de transtornos mentais que podem acontecer no processo e envelhecimento.

Com experiência, profissionais qualificados, estrutura adequada e exclusivo manejo do paciente geriátrico, a Psiquiatria Geriátrica Allan Kardec coloca a disposição de seus pacientes uma equipe multidisciplinar completa, auxiliando em sua recuperação mental. Confira os profissionais que integram essa equipe:
  • psiquiatras;
  • geriatras;
  • psicólogos;
  • terapeutas;
  • neurologistas;
  • farmacêuticos;
  • clínicos gerais;
  • assistentes sociais;
  • ginecologistas;
  • nutricionistas;
  • enfermeiros;
  • fisioterapeutas;
  • educadores físicos.

Desenvolvida em 1922 por José Marques Garcia, a Fundação Allan Kardec é formada por um hospital psiquiátrico, hospital DIA, clínica psiquiátrica, desenvolvimento humano Inspiração, CAPS III Florecer, CAPS III Renascer, e psiquiatria geriátrica.

Atualmente, a fundação conta com mais e 70 mil internações por ano e 335 colaboradores que atuam em mais de 10 mil metros quadrados com espaço para oficinas terapêuticas, hortas, bosques e áreas específicas para a prática de outras atividades terapêuticas.


Ciclo terapêutico


Psiquiatria Geriátrica Allan Kardec


Neste processo de atendimento ao idoso, a Psiquiatria Geriátrica Allan Kardec oferece exclusivo manejo do paciente com o Ciclo Terapêutico. Confira as 3 etapas deste ciclo e quais as condutas realizadas em cada uma delas:

1. Diagnóstico

  • Avaliação psiquiátrica;
  • Avaliação clínica Global;
  • Avaliação cognitiva;
  • Exames complementares;
  • Diagnóstico diferencial;
  • Hipótese diagnóstica.

2. Tratamento e estabilização

  • Definição de plano terapêutico (junto a familiares e equipe);
  • Tratamento medicamentoso;
  • Apoio psicológico;
  • Terapia ocupacional;
  • Tratamento de comorbidades clínicas;
  • Reabilitação cognitiva.

3. Alta orientada

  • Prescrição médica para 2 meses;
  • Contra-referência para segmento especializado;
  • Elaboração de rotina para o paciente;
  • Contato pós-alta para certificação de ações propostas.


Quando procurar a psiquiatria geriátrica

Saber o momento certo para buscar ajuda de um especialista em psiquiatria geriátrica nem sempre é fácil. No entanto, alguns sinais de alerta podem auxiliar os familiares na percepção de possíveis transtornos mentais em idosos. Conheça os principais:
  • mudança na personalidade;
  • perda de memória;
  • isolamento;
  • agitação;
  • perda de interesse em atividades que eram prazerosas;
  • ideação suicida;
  • falta de motivação;
  • alterações no sono;
  • agressividade.

Você pôde conhecer um pouco mais sobre a Psiquiatria Geriátrica Allan Kardec, e como ela pode contribuir no diagnóstico e tratamento de transtornos mentais que estão relacionadas ao processo de envelhecimento.

Você precisa de ajuda para cuidar de um idoso que apresenta sinais de alerta para alguma doença mental?

Então, entre em contato conosco!

Se preferir, envie um e-mail para: [email protected] ou (16) 3713-0200



Eliza Inaê
Eliza Inaê
Sou enfermeira (UNOESTE) com pós-graduação em UTI (Uningá) e Oncologia (UNOESTE) e redatora de conteúdo web.
Linkedin